1670 – 1740

Pierre-Viegne1“Pierre Vigne nasceu em Privas (Ardèche), convertido ao catolicismo por um prodígio eucarístico, e ordenado sacerdote católico a 18 de setembro de 1694. A partir desse momento, seu desejo era tornar-se Mensageiro da Eucaristia. Seu fervor audacioso fez dele um missionário ardente e entusiasta.

Apaixonado pelos pobres aos quais se dirigia sempre,ele o foi mais ainda pelo “POBRE”: Jesus, crucificado por causa de seu grande amor.

Cruz e Eucaristia: duas chamas que abrasavam o coração do Padre Pierre Vigne; após suas missões, as indeléveis impressões deixadas por ele, eram as de um homem de Deus, que vivia com Ele, em sua Presença.

Esta Divina Presença é sempre permanente na Hóstia, Mistério de fé e de amor: maravilha escolhida pelo Cristo afim de permanecer cada dia e sempre conosco, como o pão cotidiano e a dádiva de um amigo fiel, como prova de salvação e de perdão para nossas vidas tão frágeis e inquietas.

O Pe. Vigne queria também promover o culto para com Deus – Eucaristia, e fundou então, em Boucieu-Leroy, a família religiosa do “SS. Sacramento” que deveria continuar sua obra.(1715)”

A suas Irmãs, o Padre recomendou insistentemente e com frequência a caridade, a vida oculta, o silêncio, a oração: tudo que pudesse ajudá-las a se constituirem missionárias fervorosas como seu fundador, a serviço da Igreja e de seus irmãos.

Quando Pierre Vigne morreu, a 08 de julho de 1740, em Rencurel, deixáva-nos suas obras espirituais: escritos simples, mas ardentes, pela contemplação de seu Mestre e Amigo, Jesus.

“Deus nos ama, e por isso nos oferece sempre ocasiões que nos levam a
desapegar-nos de tudo que não é Ele, a fim de que, por uma plena
liberdade e por uma verdadeira escolha, com o auxílio da graça,
abracemos de coração, e por seu amor, o caminho que conduz ao Amor”.

Pierre Vigne