O bioma Mata Atlântica é destino de muitos turistas por sua grande beleza em biodiversidade de fauna e flora. Sendo dotado Patrimônio Nacional da Humanidade.

A mata atlântica abrange 17 estados do Brasil. Neles estão presentes diversos dos pontos turísticos mais procurados, principalmente dentro das unidades de conservação que já são 115. É pela sua rica biodiversidade e belezas naturais que atrai turistas, tanto do Brasil, como do mundo inteiro. Possui cerca de 20.000 espécies de flora. Já a fauna é formada pelas seguintes espécies: 200 de répteis, 849 de aves, 350 de peixes, 270 de mamíferos e 370 de anfíbios.

Entre esses pontos turísticos mais visitados estão o Parque Estadual do Rio Doce, que se localiza em Minas Gerais e o Rio de Janeiro, com sua extensão verde de floresta preservada, além de belezas da costa litorânea, praias e manguezais de suma importância ecológica e marinha.

Esse bioma é muito importante não só pela sua natureza exuberante, mas também por causa de sua economia que consiste em 70% do PIB brasileiro principalmente pelo turismo nas áreas litorâneas. Infelizmente causando problemas ambientais para o mesmo.

Na Bahia também são muitos os atrativos que chamam a atenção dos visitantes, entre seus pontos turísticos estão Salvador uma cidade histórica muito importante para o nosso país, com manguezais e praias; belas cidades localizadas no litoral como Itacaré, Ilhéus, Belmonte e etc, que têm como base econômica o turismo e a chapada diamantina com cachoeiras, piscinas naturais, poços, sendo o turismo ecológico, usando as trilhas dos garimpeiros, grutas, serras e cachoeiras.

Publicado em 8º Ano A em | Deixar um comentário

A Mata Atlântica é uma das florestas tropicais mais ameaçadas do mundo!! E de fato, esse é o bioma que mais sofreu impacto ambiental da história do país. E só para ter uma pequena noção do tamanho do risco, quando o país foi “descoberto”, a mata atlântica ocupava 16% do território nacional, do Ceará até o Rio Grande do Sul. Atualmente, apenas 7% foram restados de sua mata original, realmente muito, muito grave.

Estatísticas indicam que 70% da população brasileira vive na região da Mata Atlântica, que é onde estão as maiores cidades e regiões metropolitanas do país.

Durante 500 longos anos, a mata Atlântica proporcionou um lucro bastante fácil ao homem. No século XVI, foi extraído indevidamente o pau-brasil, que foi utilizado na tintura de tecidos e até em construções. Outra segunda grande investida foi o ciclo da cana-de-açúcar. Muitas e grandes áreas da Mata Atlântica foram desmatadas, na maioria, para dar espaço a fornalhas das indústrias de açúcar. E essa destruição ambiental foi tão absurda, que ao invés de alimentar as caldeiras dos engenhos com o bagaço da cana, optava-se pelo uso de árvores como lenha.

Das espécies vegetais, muitas correm risco de extinção por terem seu ecossistema destruído. Foram retiradas para comércio ilegal ou foram retiradas de modo irracional, assim como ocorreu com o pau-brasil e atualmente com a espécie Palmito Juçara, entre outras espécies.

Já na fauna, há um número bastante elevado de animais ameaçados de extinção e extintos. A principal causa é a quebra, a redução deste ecossistema. A fragmentação do habitat de algumas espécies, principalmente de mamíferos, faz com que as populações restantes, estejam subdivididas e representa um número muito pequeno de indivíduos.

Apesar de toda destruição que a Mata Atlântica vem sofrendo, aproximadamente 100 milhões de brasileiros dependem desse bioma para a produção de água, manutenção do equilíbrio climático e o controle de erosão de enchentes. Em 1985, em Cubatão (Litoral do estado de São Paulo), houve um enorme deslizamento da Serra do Mar sobre esta cidade, devido à poluição intensa das indústrias da cidade e às chuvas fortes do mês de fevereiro. E acabou gerando uma situação de destruição pública.

A Mata Atlântica está sendo derrubada para extração de madeira, moradia/construção de cidades, agricultura, industrialização (Como consequência, poluição), construção de rodovias. Mas não basta isso, a Mata Atlântica ainda sofre pesca predatória em seus rios, turismo desordenado, comércio ilegal de plantas e animais nativos, exportação ilegal de material genético, fragmentação das áreas preservadas.

Algumas espécies em extinção são:

Animais:

  • Onça pintada
  • Arara Azul
  • Mico-leão-dourado
  • Tamanduá Bandeira
  • Tatu Canastra
  • Jaguatirica

Plantas:

  • Gravatá
  • Gonçalo Alves
  • Aroeira do Sertão
  • Cipó Escada de Macaco
Publicado em 8º Ano A, Sem categoria em | Deixar um comentário